Menor cervejaria do mundo? Que tal conferir!!!

Conheça a cerveja produzida por uma mulher em Alto Paraíso

Foi assim que, modestamente, Patricia Pfrimer descreveu seu lugar de criação de cerveja artesanal – a menor cervejaria do mundo!!!
Fui ao google procurar se havia alguma menor cervejaria do mundo – encontrei! Calma, o parâmetro usado foi a quantidade de litros produzidos e não o tamanho da cervejaria, rsrs.
Vou contar aqui um pouquinho da história de como uma mulher, jornalista do Supremo Tribunal Federal, se descobre cervejeira e deixa tudo para realizar-se nessa nova atividade!
Descontraidamente conversamos no Coffee Shop da Fazenda São Bento, que também pertence à Patricia. Desde o primeiro momento percebi muito entusiasmo na sua fala, nos seus olhos. Paixão foi mesmo o que pude testemunhar. E somente a paixão faz você mudar o rumo de sua vida, não é?!

 Como tudo começou – a ideia!
Patricia, trabalhava como jornalista no Supremo e já estava com seu Café aberto na Fazenda da família, localizada na cidade de Alto Paraíso de Goiás.
Um belo dia, sua amiga e colega de trabalho, gastrônoma, sugeriu – que tal você produzir uma cerveja para sua Fazenda? A idéia parecia boa e logo despertou algo, ainda não identificado, em Patricia, que foi experimentar e conhecer a cerveja artesanal. Amou logo de cara!
Mas como fazer cerveja? Ninguém da família conhecia sobre cerveja além de degusta-las, rsrs. De imediato, a mesma amiga ajudou a resolver o impasse. Apresentou Grace Ghesti, [email protected], professora da UnB, integrante da Empresa Júnior – Consultoria e Serviços em Tecnologias Químicas – CSTQ Jr,  orientadora do doutorado com  linhas de pesquisa em Tecnologia cervejeira e malteira; Catálise ambiental e Bioenergia.
Grace, por 1 ano, produziu cerveja de trigo para a Fazenda São Bento, que recebeu o nome de Cerveja São Bento.

 A descoberta da paixão – o encontro
Dizem que quando você deseja algo o universo se move na mesma direção (claro que você tem que fazer sua parte né, kkk). Foi bem isso que aconteceu! Menos de 3 meses depois que foi iniciada a produção da Cerveja São Bento, surgiu, em Brasília, onde mora Patricia, curso de sommelier de cerveja – coincidência?!
Não houve dúvida, imediatamente Patricia se inscreveu, inicialmente mais pela curiosidade, conhecer um pouco sobre o processo. Mas, foi exatamente aí que o paixão explodiu – descobriu um mundo novo! “No curso me apaixonei! Ali resolvi que eu queria produzir a minha própria cerveja” disse ela.


A renúncia – a mudança!  Rumo a menor cervejaria do mundo!
Sabia que precisava estudar, conhecer profundamente a arte cervejeira. Patricia garimpou cursos e descobriu em Blumenau/SC, curso para aprender a fazer cerveja, duração 20 dias. Mas como sair do trabalho por 20 dias?
O conflito se instalou: esquecer disso? Esperar por outra oportunidade? Dar uma reviravolta na vida? Adivinhe o que ela decidiu? Pediu demissão, pegou a recisão e foi fazer o curso!!! Rumo à mudança de vida!!! Que atitude heimmm!
Voltou entusiasmada! Comprou os equipamentos básicos para  a produção e mãos a obra!!! Instalou-os no seu Café e passava as noites e madrugadas testando a sua produção. Conta que errou muito, mas não desistia, perguntava para os amigos e seguia tentando – persistência é ingrediente fundamental para o sucesso, não é?!

 Na busca da profissionalização
Patricia sabia que precisava de mais, tinha que se profissionalizar.
Partiu para Vassouras/RJ e lá realizou curso do Senai. Participou de vários workshops sobre fermentação e coquetelaria. Recentemente, em 2017, fez o curso de Técnico Cervejeiro, do Pronatec.
Já tem em vista mais duas outras oportunidades: no Brasil, curso em São Paulo, de 4 meses e outro no exterior, de 3,5 meses. “A gente não pode parar, tem que sempre se atualizar” diz ela. Definiu uma meta para ela, no mínimo fará um curso por ano!

 O início da produção
Decidida por criar sua própria cervejaria, Patricia investiu e comprou equipamentos melhores, de inox. Retirou seus equipamentos do Café e montou uma pequeníssima cervejaria. Como diz ela, “a menor cervejaria do mundo“, na antiga “casa” de produção de doces da sua avó, lá mesmo, na Fazenda São Bento. Agora está buscando obter o registro nos órgãos governamentais.
Começou a produção de uma receita própria, artesanalmente. Deu certo!!! As pessoas começaram a gostar, elogiar e voltar para comprar mais.
Pensou, será que essa cerveja é boa mesmo?! Mandou para seus professores avaliarem e recebeu só elogios! “Comecei a acreditar no meu potencial”. Decidiu que ia começar a produzir, industrialmente, para vender.
Mas a vida de empresário não é tão fácil não! Descobriu que era preciso produzir pelo menos 2.500 litros. Como fazer isso? De onde tirar esse dinheiro? O custo era muito alto! Esmoreceu, resolveu voltar para o jornalismo e deixar a cerveja como hobby!

 Novos caminhos – a parceria
Na mesma época, julho de 2017, Patrícia recebeu um telefonema divisor de águas! O proprietário da Cervejaria Los Compadres, de Atibaia/SP, ia produzir somente 600 litros e estava abrindo oportunidade de produção para cervejeiros exatamente como ela.  Quem queria produzir menor quantidade de litros. Parceria imediata!!!
Patricia partiu, em outubro/17, para Atibaia, onde ficou 10 dias. Acompanhou, passo a passo, a produção de SUA cerveja!
A primeira produção foram de 600 litros, lançando no mercado de Alto Paraíso em dezembro/18, vendeu tudinho!!! Fez uma segunda produção de mais 600 litros e novamente voou! Em fevereiro/18 já estava na terceira leva de mais 600 unidades. Mas, produzir fora de sua cidade aumenta o custo, sobretudo de frete. Qual o novo desafio?

 Produção local – próximo passo
Embora tenha vendido muito bem, seu desejo e novo desafio é passar a produzir a cerveja na sua menor cervejaria do mundo – ali mesmo na Fazenda São Bento. Isso vai reduzir o custo, sobretudo de frete, pois quer melhorar o acesso ao consumidor. Para isso está buscando registro da sua cervejaria, nos órgaõs governamentais. Tomara que consiga logo Patricia!!!
Enquanto aguarda, não está parada não!!! Já está projetando novas receitas!
Degustando a deliciosa cerveja na Pousada Fazenda São Bento

As novidades  – novos rótulos, fique de olho!!!
Já está em concepção e testes a Catarina Belga, nome em homenagem à sua filha, com mangaba e rapadura, pretendendo lançar no final de abril.
No final do 2018, a proposta é lançar outro rótulo. Uma cerveja rolhada, com vinho do porto e café, este produzido pelo fazendeiro vizinho!!! Olha a parceria aí de novo! Mas só produzirá esta cerveja se conseguir o registro de sua menor cervejaria do mundo! 

VOCÊ SABIA?
• Em Blumenau/SC foi criada, em 2014, a primeira instituição de ensino superior da América Latina focada exclusivamente no setor de bebidas. É a Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM), com cursos de curta duração, faculdade e pós-graduação.  A ESCM oferece curso superior, o único que dá o título de mestre cervejeiro.
• O Brasil já tem seu próprio estilo de cerveja – o Catharina Sauer.  Ainda não está registrado mas já vem se destacando nos concursos de cervejas.
• No início da história da cerveja eram as mulheres que produziam? Depois os homens assumiram,  com a produção dos padres, geralmente nos mosteiros.
• Que as mulheres, também no Brasil, estão voltando ao mundo da produção de cervejas!

 Minhas impressões
Primeiro de tudo tenho que dizer que eu amei a cerveja, realmente uma delícia!!! Estou aqui escrevendo esse post e salivando. Aliás, nessa última estada na Chapada dos Veadeiros, tanto na Pousada Fazenda São Bento como na cidade de Alto Paraíso, só tomamos a Cerveja São Bento!
Também foi muito inspirador conhecer a Patricia Pfrimer. Mulher empreendedora e de grande fibra, como sua mãe. Entusiasmada durante todo a nossa conversa, deu uma aula sobre o caminho do sucesso!
Veja e reveja no texto acima, as palavras mágicas que ela usou ou vivenciou nesse trajeto produtivo: ideia, paixão, atitude, persistência, profissionalizar-se, meta, investir, parceria, projetando o novo.
Se é ou não a menor cervejaria do mundo, não tenho certeza, mas que Patrícia deu aula de empreendedorismo, isso eu tenho certeza!
Parabéns Patrícia! Desejo que consiga muito rápido seu registro e que logo tenhamos suas cervejas disponíveis também aqui em Brasília e por que não, em todo o Brasil!

 Pedidos e informação sobre a Cerveja São Bento
Facebook: https://www.facebook.com/saobentopousada/
Site: http://www.pousadasaobento.com.br
Whatsapp: (61) 9 9997.8686
E-mail: [email protected]
O sabor especial da cerveja São Bento realmente acariciou o nosso sentido do paladar, vai acariciar o seu também!
Matéria do site: www.sendidosdoviajar.com
https://sentidosdoviajar.com/2018/03/29/menor-cervejaria-do-mundo-que-tal-conferir/

Finalizar Compra